Dicas de Fotografia

3 passos para criar uma fotografia em longa exposição

Foto: Joey Kyber/Pexels
Black Friday Antecipada

Muitos fotógrafos iniciantes ainda têm dúvidas sobre como registrar uma imagem em longa exposição. Isso acontece porque existem muitas variáveis sobre como esse tipo de fotografia pode ser feita. Apesar disso, mesmo que sejam diferentes os locais ou condições de luz, existem 3 fundamentos que continuam sendo sempre os mesmos:

1. Estabilização

Manter a câmera estabilizada é essencial para uma fotografia de longa exposição de qualidade. Isso faz do tripé um acessório importante para a câmera não tremer durante o processo. Lentes pesadas exigem pernas grossas e uma cabeça com força de bloqueio. Monte o acessório em um terreno firme e se possível estabilize com algum lastro para ter mais equilíbrio (alguns tripés possuem um pequeno gancho na parte inferior para essa finalidade).

Além disso, para quem fotografa com DSLR, é importante ficar atento a um detalhe: o espelho da própria câmera pode fazê-la tremer durante o disparo. Isso pode ser facilmente corrigido bloqueando o espelho através do menu do equipamento.

Foto: Zukiman Mohamad/Pexels

2. Disparo remoto

O simples fato de clicar o botão disparador pode fazer a câmera tremer o suficiente para borrar uma fotografia de longa exposição. Para evitar que isso aconteça, é importante utilizar um disparador remoto ou o temporizador da câmera.

Existem diferentes modos de disparo remoto do obturador:

  • Cabo: O uso de um cabo disparador é bastante eficiente e permite o disparo imediato do obturador, além de (em alguns modelos digitais) permitir o controle de tempo e sequência de disparos. Sua limitação fica por conta da distância do cabo;
  • Infravermelho: Pequeno e de funcionamento bem simples, o controle remoto infravermelho permite disparar o obturador de câmeras eletrônicas a uma certa distância, sem a necessidade de atravessar cabos ou fios pelo ambiente;
  • Rádio: é provavelmente a melhor dentre as opções convencionais para quem quer disparar a câmera de longe. Além de reunir as qualidades dos modelos acima, sem as mesmas limitações, permite realizar o disparo imediato do obturador distante da câmera e inclusive através de obstáculos.

Se você não pode ou não tem interesse em investir nisso, há também maneiras de improvisar um cabo disparador.

Foto: Unsplash/Pexels

3. Ajuste de exposição

O tempo de exposição vai depender de diferentes fatores como a luz, a velocidade dos objetos/sujeitos que estão em cena e do efeito pretendido. Basicamente, o que deve ser feito é priorizar a Exposição utilizando uma velocidade mais baixa e compensando a fotometria com as demais configurações, tentando manter um ISO baixo e uma abertura média, para alcançar uma maior nitidez.

Caso o ambiente esteja claro, você pode fazer a compensação de maneira inversa: Ajustando sua lente para a abertura mais fechada e o ISO mais baixo, na hora de compensar com a Exposição você alcançará a menor velocidade possível dentro daquela fotometria.

Em situações onde há muita luz no entanto, torna-se difícil conseguir fazer essa compensação de forma a obter uma velocidade baixa o suficiente para um efeito interessante. Nesses casos, é aconselhável o uso de um filtro ND, que deve ser colocado na frente da objetiva para reduzir os pontos de luz, permitindo que você diminua a velocidade.


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é redator do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail