Dicas de Fotografia

3 maneiras de descobrir se suas fotos foram roubadas na internet

Foto: Pexels
Fotografia de gestantes em estúdio

Se você publica suas imagens regularmente na internet, elas provavelmente estão sendo roubados de vez em quando – é uma realidade infeliz da era digital. Por isso, o fotógrafo Anthony Morganti decidiu criar um vídeo e compartilhar 3 maneiras básicas de encontrar suas fotos roubadas online.

Morganti não criou nada novo para quem já tem experiência no assunto, mas seu vídeo oferece uma visão geral sólida de alguns métodos básicos que serão especialmente úteis se você está começando a lidar com roubo de imagem. Há muitas maneiras de acompanhar suas fotos roubadas online, mas estes três métodos irão atendê-lo muito bem sem consumir todo seu tempo ou cobrir suas fotos com indesejáveis marcas d’água.

1. Pesquisa e alertas do Google

A primeira é a maneira mais simples, mas provavelmente ainda pouco utilizada, de encontrar suas fotos online: pesquise no Google por seu nome. Melhor ainda, configure alguns alertas do Google e ele enviará um e-mail toda vez que alguém mencioná-lo.

Esta é uma ótima maneira de acompanhar as menções e links online, mas também é uma boa maneira de encontrar os lugares onde as pessoas estão “emprestando” suas imagens com crédito, mas sem permissão. No vídeo, Morganti mostra como ele criou seus alertas do Google e oferece uma dica básica (mas importante) para garantir que sua caixa de entrada não seja inundada com alertas irrelevantes: Use aspas para garantir que o resultado seja relevante. Do contrário, você receberá alertas de qualquer menção ao seu primeiro ou segundo nomes separadamente.

Foto: Pexels

2. Pesquisa reversa por imagens

O mais utilizado e, provavelmente, mais útil caminho gratuito para encontrar suas imagens online é a pesquisa reversa por imagens. Uma ferramenta indispensável. No vídeo, Morganti abrange três opções diferentes. Você pode pesquisar pela URL da imagem, pode fazer o upload de suas imagens uma a uma na Pesquisa de Imagens do Google, ou pode clicar com o botão direito do mouse em uma imagem (disponível apenas no Chrome e no Firefox) e selecionar “Procurar imagem no Google”. É um método básico, porém bastante eficiente.

3. Marcas d’água invisíveis

A abordagem final que Morgani discute é um pouco mais avançada e por isso custa dinheiro. Usando um serviço pago como o Digimarc, você pode adicionar à sua imagem marcas d’água invisíveis ao olho humano. “Mas o que há de bom em uma marca d’água se ela for invisível?”, você pode perguntar.

A Digimarc usa essas marcas invisíveis para encontrar suas imagens online com sua própria pesquisa de imagem inversa especial, gerando um relatório que mostra todos os lugares em que a sua foto foi compartilhada com e sem permissão. É um serviço pago, mas se você leva a sério o acompanhamento de suas imagens e quer encontrar infratores, essa abordagem é difícil de falhar.

Fonte: PetaPixel

Livro - Fotografia de Bebês
Cid Costa Neto

Cid Costa Neto

Cid Costa Neto é colaborador do iPhoto Channel. Natural de Belo Horizonte, é bacharel em Artes Plásticas com habilitação em Fotografia. Atua como Fotógrafo, Professor e Programador Visual.

Adicione um comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como aprender mais fotografia…

Selected Title

Receba as novidades por e-mail