Dicas de Fotografia Mercado

10 dicas preciosas para ser contratado como fotógrafo

Foto: Alex Buisse
Como montar a pose perfeita

Essa é uma dúvida que, mais dia, menos dia, vai passar pela cabeça de um fotógrafo profissional. E, especialmente para aqueles que desejam trabalhar em publicações impressas, revistas, entre outros meios, os quesitos de contratação podem parecer meio nublados.

Foto: Alex Buisse
Foto: Alex Buisse

O guia “The Inspiration Handbook” (em inglês, para download grátis), do site Photoshelter,  obteve conselhos de muitos profissionais do mercado fotográfico e de publicações sobre fotografia como National Geographic, The Cut, Sports Illustrated e outras. Confira abaixo 10 desses ótimos conselhos para sua carreira.

  1. Brad Smith, Diretor de Fotografia, Sports Illustrated

“Estou extremamente interessado em um fotógrafo com ideias originais de história. Isso é uma coisa na qual você não pode colocar valor. Algumas ideias podem ser clichê e já foram feitas, mas eu lembro sempre aos fotógrafos que a pior coisa que pode acontecer ao contar uma ideia é apenas ouvir um ‘não’. Não seja tímido para compartilhar ideias

  1. Elizabeth Krist, Editora Sênior de Fotografia, National Geographic

A característica mais importante que se procura em um fotógrafo é dedicação a projetos de longo prazo. Outra grande vantagem é ter acesso a eventos raros ou mundos ocultos e, hoje em dia, ter experiência em vídeo também é algo bom. Fotógrafos que se concentram em especialidades necessárias – como arqueologia – têm uma melhor chance de atrair a atenção também. Tenha uma referência antes de entrar em contato comigo e coloque isso no título do e-mail; é outra boa maneira de chegar a mim. Fora isso, eu diria que a qualidade mais importante é a integridade

Foto: Landon Nordeman
Foto: Landon Nordeman
  1. Emily Shornick, Editora de Fotografia, The Cut

Eu gosto de pessoas que são profissionais, que cumprem seu contrato em tempo, e que tomam a direção. Eles também têm que ter um olho forte. A capacidade de cumprir um prazo é o número um, no entanto. Quando você está trabalhando em digital e algo tem meia hora de atraso, é muito tarde. É notícia velha.

Além disso, isto pode parecer muito óbvio, mas atenda ao telefone. Se eu encontrar uma história que precisa ser coberta em duas horas e um fotógrafo não atender o telefone, então eu vou chamar outra pessoa. Isso não é a namorar; isso é a fotografia digital. Você não pode ser difícil”

  1. Kendrick Brinson e David Walter Banks, equipe de fotógrafos de publicidade

É essencial pesquisar um cliente antes de uma reunião. Nós gostamos de descobrir em quais campanhas eles trabalharam, quais prêmios ganharam, ou, pelo menos, que tipo de trabalho a sua empresa faz. Além disso, o Google é seu amigo. Se você está indo para o escritório de alguém, é vital saber por que ele ou ela precisa de você e explicar exatamente por que você é a pessoa para atender a essas necessidades”

  1. James Bellorini, fotógrafo Editorial, Documentário e Publicidade

Sempre que eu puder, vou dar algo a mais que o cliente não está esperando e eu não vou cobrar por isso – como uma imagem adicional redimensionada, por exemplo. Eu sei que isso pode ir contra a corrente de uma série de conselhos que as pessoas dão, mas para mim, os meus serviços têm que ser sobre a experiência que o cliente está recebendo. Então, qualquer coisa que possa ser memorável ou significativa para ele é positiva para mim. Isso aumenta a chance de que o cliente vá me usar de novo ou me recomendar para outros potenciais clientes

Foto:  James Bellorini
Foto: James Bellorini
  1. Alexandre Buisse, Fotografia Publicitária de montanhas

“Quando eu comecei, eu realmente não tinha nenhum habilidade de vendas ou experiência, e isso foi provavelmente o mais difícil de aprender. O que ajudou foi quando estive em duas grandes feiras ao ar livre da Europa e me aproximei de pessoas que eu não conhecia; tomei nota do que funcionou ou não. Eu acabei absolutamente exausto nestes dias, mas ganhei muito mais experiência para me colocar lá fora no mercado – além de uma lista de contatos muito valiosos”

  1. Kate Osba, Editora e Curadora de fotografia, this is the what

“Eu sou muito conservadora quando se trata do que eu gostaria de ver no site de um fotógrafo: fundo branco, funções simples, imagens grandes, fáceis de navegar. O que eu não gosto: um site que muda minha janela para maior ou menor, qualquer coisa super chamativa. Um site bem sucedido vai mostrar o seu estilo através de suas imagens, não através de um site projetado excessivamente. Há, é claro, exceções para isso, mas, em geral, eu quero lembrar do seu trabalho, não do seu site”

  1. Elizabeth Weinberg, fotógrafa de Publicidade e Editorial

“A coisa mais importante a lembrar é continuar a fazer um novo trabalho, mesmo que se sinta como se estivesse em uma queda. A internet agora oferece galerias ilimitadas e livres. Você quer tantos olhos quanto possíveis para ver o seu trabalho. Venha com novos projetos e veja-os passar. Faça zines, brindes de impressão, mantenha-se ativo nas mídias sociais, ir para aberturas de exposição (e seja uma boa pessoa!). Empregos podem vir dos lugares mais estranhos e é tudo sobre ficar visível e manter seu nome flutuando acima do ruído”

Foto: Jodi Cobb
Foto: Jodi Cobb
  1. Lindsay Adler, fotógrafa de Moda e Retrato

A rejeição não é o fracasso. É uma oportunidade de aprender e crescer. Rejeição parece extremamente difícil porque nosso trabalho é tão pessoal para nós, mas isso é exatamente o que o torna tão brilhante. Nem todo mundo vai gostar seu trabalho e nem todo mundo deveria. Saiba quando ouvir uma crítica e quando a ignorá-la!”

  1. Jodi Cobb, Fotojornalista e Freelance para a National Geographic

“O mundo é selvagem lá fora, mas sempre foi. O primeiro conselho que me foi dado ainda se mantêm:

  1. Nada acontece quando você estiver pronto. Você sempre vai estar em cima da sua cabeça. Abrace isso. Aprenda a amar o medo.
  2. Faça contatos e network como um louco, encontre um mentor, vá para oficinas e encontros de fotografia.
  3. Seja legal. Pessoas-editores, clientes e seus assuntos na fotografia querem trabalhar com pessoas que gostam e que vão tornar a vida mais fácil para eles. Seja ético, acompanhe, não prometa o que você não pode entregar.
  4. E da minha mãe: ‘Nenhum grande abismo já foi pulado por dois pequenos saltos. Vá em frente. Não olhe para baixo’”

FONTE: DIY

banner-iphotofair

 


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Livro - Fotografia de Bebês
Ruca Souza

Ruca Souza

Ruca Souza é editora do iPhoto Channel. Jornalista, também é fotógrafa de coisas e pessoas (nessa ordem) e tem uma banda de rock.

1 comentário

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Adorei as dicas! Eu trabalho sozinha e abri um pequeno estúdio do zero, sem experiência no mercado. Saber o que outros fotógrafos ou profissionais do ramo aprenderam com toda a sua experiência ou qualquer coisa que agregue informação ou conhecimento é muito bacana.

Como aprender mais fotografia…

Selected Title

Receba as novidades por e-mail