Colunistas Criatividade

Os 3 caminhos para expandir sua criatividade

Foto: Pexels
Como montar a pose perfeita

Todos nós já passamos por bloqueios criativos. Esses bloqueios acontecem, basicamente, por condicionamentos mentais que enfrentamos durante toda a vida. Quando somos crianças, temos a criatividade a flor da pele e, aos poucos, vamos desaprendendo-a. Como podemos, então, “reaprender” a sermos criativos? Para responder essa questão eu vou dividir a criatividade em 3 principais pilares: MEMÓRIA, ASSOCIAÇÃO E REPROGRAMAÇÃO (M.A.R.)

1. MEMÓRIA

Para conseguirmos pensar em coisas novas, temos que aumentar nosso repertório de ideias. Nem sempre as ideias surgem prontas e, na maioria dos casos, temos que buscar soluções dentro do nosso próprio conhecimento. Um erro comum de busca por repertório é pesquisar somente coisas específicas sobre o que fazemos. Dentro da fotografia funciona da seguinte forma: se somos fotógrafos de casamento, buscamos todos as referencias possíveis sobre esse tema, seguimos fotógrafos desse mesmo nicho e estudamos com afinco tudo sobre esse setor. Mas isso apenas faz com que nossa mente se condicione a repetir tudo aquilo que já está sendo feito.

Para um real aumento de repertório precisamos buscar além da nossa realidade. Se você fotografa casamento, estude um pouco sobre moda. Se faz ensaios sensuais, entenda mais sobre os pintores renascentistas. Se fotografa famílias, estude um pouco sobre psicologia. Mesmo que o assunto pareça não ter relação nenhuma com o nicho que você fotografa, esse repertório aumentado irá lhe ajudar a pensar coisas novas. E com muitas ideias diferentes vamos para o nosso segundo pilar:

2. ASSOCIAÇÃO

A associação de ideias é, num conceito geral, imaginar situações diferentes das que costumamos pensar. Como citado no conceito de memória, um estudo simples sobre psicologia pode ajudar muito num ensaio infantil. Quando começamos a entender a criatividade como um agrupamento de ideias antigas para que se forme uma nova, as coisas começam a tomar um outro rumo.

Imagine a situação: você vai fotografar uma modelo em uma locação e ela leva alguns looks que não condizem com o cenário ou com a proposta do ensaio. Se você tem um repertório amplo, pode associar alguma ideia que tenha visto sobre costura, sobre moda ou sobre arte conceitual e criar um belo ensaio. Mas se você tem o pensamento condicionado a pensar de forma linear, você apenas irá lamentar ou até mesmo cancelar as fotos. A associação é a combinação de fatores já existentes para criação de algo inovador.

3. REPROGRAMAÇÃO

Talvez o mais importante pilar da criatividade. Esse conceito refere-se a sair da nossa zona de conforto e quebrar um pouco das barreiras que nos colocamos. São mudanças indiretas de comportamento que vão forçar nosso cérebro a “sair da caixa”. Ande por um caminho diferente na sua ida ao trabalho, experimente um restaurante novo, um novo sabor de alguma comida que você gosta, quebre a sua rotina, faça suas atividades em horários ou de maneiras diferentes. Todo esse caos mental irá apenas beneficiar o seu cérebro a sair da inércia.

Saia da Zona de Conforto e tire seu cérebro da inércia | Foto: Pixabay

Fomos limitados nossa vida inteira a pensar igual a todo mundo, num constante ciclo que nos faz se sentir confortáveis. Mas na verdade a frase que mais usamos quando vemos algo genial ser executado é: “COMO EU NÃO PENSEI NISSO ANTES?”

E a resposta é simples, meu caro: Você preferiu o conforto. Mas a boa notícia é que nunca é tarde pra quebrar esse paradigma. Comece aos poucos, mudando um hábito por vez. Assim você vai começar a desenvolver hábitos criativos e isso irá refletir gradativamente no seu trabalho.

Esses são apenas 3 aspectos sobre a criatividade, mas que têm uma importância grande no seu desenvolvimento.
Perca o medo de mudar, de errar e de dar a cara a tapa.
Precisamos de mentes libertas para um mundo mais criativo.


Assine nossa newsletter e fique informado :)

Livro - Fotografia de Bebês
Rafael Festa

Rafael Festa

Rafael Festa é colunista do iPhoto Channel. Fotógrafo catarinense, ele procura mostrar a essência de famílias e mulheres em suas imagens. Aspirante a escritor e criança em pele de ogro, acredita que a criatividade é uma das principais habilidades do futuro.

2 comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail