Colunistas Criatividade

Como arriscar mais na fotografia?

Foto: Pedro Antônio Heinrich
Como montar a pose perfeita

É de hábito do fotógrafo passar por períodos de escassez criativa, justamente pelo fato de não querer seguir uma determinada linha ou supostas fórmulas de criação. Hoje, vejo muitos fotógrafos criando tutoriais e vendendo presets com determinados efeitos prontos, em que o indivíduo que compra segue a cartilha de quem vendeu, e isso deve muito ao imediatismo de querer produzir algo que possa vender. 

Não sou contra essa onda e nem quero fazer uma crítica a respeito, somente uma análise, pois ficamos tão robóticos com relação a nossa linguagem fotógrafica, que muitas vezes não percebemos mais nada fora daquele círculo vicioso da criação em massa. Conheço fotógrafos de determinadas áreas que não conseguem transitar fora da sua linha de criação, e isso se deve, no geral, ao medo de errar. Ou seja, “sou tão bom em determinado tema” que tenho medo de manchar a minha imagem se fizer algo ruim fora da minha área.

Foto: Pedro Antônio Heinrich
Foto: Pedro Antônio Heinrich

Mas vamos ao que interessa e buscar ativar o espírito criativo dentro de nós? Posso sugerir 3 exercícios que eu faço e do meu ponto de vistão dão muito certo.

1. Veja muitos trabalhos de outros fotógrafos

Sim, ver muitos trabalhos de diferentes temas e estilos. Não, não é pra copiar, não é pra reproduzir o que está vendo e sim juntar uma série de arquivos visuais dentro da cabeça onde cada imagem te trará algo novo, como por exemplo: fotografar de uma perspectiva não habitual, usar cores que você não usa, texturas, etc. E, aos poucos, reuna um pequeno ingrediente de cada vez e formando o seu próprio menu, a sua própria linguagem. É onde o gosto toma forma!

Foto: Pedro Antônio Heinrich
Foto: Pedro Antônio Heinrich

2. Tente fazer algo que ainda não fez

Se você fotografa em uma área especifica, como newborn (vou usar newborn, pois a minha namorada faz newborn e não pensa em outra coisa! kkk), tente fazer algo fora da sua zona de conforto, como fotografar na rua, fotografia de moda, fotografia de ambiente, paisagem e etc. Tente algo diferente do que você faz, pois fazer o cérebro quebrar a rotina é que trará algo novo pro seu trabalho principal. Coisas novas poderão ser incorporadas e você vai ver que coisas interessantes que você não via agora poderão te ajudar a ser um fotógrafo melhor.

Foto: Pedro Antônio Heinrich
Foto: Pedro Antônio Heinrich

3. Brinque com a sua fotografia

Yesss, eu deixo o meu Photoshop aberto no notebook o tempo todo e volta e meia jogo alguma foto ali e fico fuçando nas funções do “filter”, misturando as coisas, trocando cores, cortando as fotos, mudando angulação de lente e tudo mais. Muitas vezes surgem coisas super legais dessas brincadeiras sem compromisso e cada coisa que eu acho interessante vou aderindo em possíveis criações. E isso pode ser encarado como um exercício simples e que também te ajuda a dominar as ferramentas de edição – e principalmente no photoshop, onde a sua fotografia passa a ser ilimitada. E é ilimitada mesmo, tudo é possível!

Foto: Pedro Antônio Heinrich
Foto: Pedro Antônio Heinrich
Foto: Pedro Antônio Heinrich
Foto: Pedro Antônio Heinrich

Assine nossa newsletter e fique informado :)

Livro - Fotografia de Bebês
Pedro Antônio Heinrich

Pedro Antônio Heinrich

Pedro Antônio Heinrich é colunista do iPhoto Channel. Fotógrafo natural de Manaus/AM, fixou residência em Porto Alegre/RS e já participou de mais de 25 exposições na cidade, além de projeções na Lomography Gallery de Nova Iorque/EUA e diversos prêmios. Heinrich foi professor de Fotografia de Rua (Street Photo) na Escola Câmera Viajante, Repórter Fotográfico da coluna social do Jornal O Sul e contribui mensalmente com Agência Freelancer de Fotojornalismo e Jornal Já.

2 comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Obrigado pelo ótimo texto, Pedro Antônio! É sempre bom mexer com a cachola, pois é uma tendência do ser humano se acomodar e ficar na sua zona de conforto. E às vezes nem notamos! Por isso é bom receber um convite como esse para novas experiências. Valeu!

  • Gostei do texto! É bastante importante seguir em busca de inspiração! Sair da zona de conforto nos ajuda a criar o novo, ter novas ideias! Muito boas suas dicas!

Como aprender mais fotografia…

Selected Title

Receba as novidades por e-mail