Colunistas Inspiração

A Cegueira, a Memória e o Fotógrafo

Foto: Pedro Antonio Heinrich
Black Friday Antecipada

Desde que nascemos o nosso mundo é formado pela simples e complexa capacidade de ver e memorizar as coisas. Sempre que conheço alguém que nasceu cego, surge uma inquietude dentro de mim, algo que me angustia, pois acabo me colocando no lugar daquela pessoa e penso que talvez eu, como fotógrafo, não conseguisse sobreviver em um mundo às escuras.

Eu não viveria e não vivo sem o brilho da luz, tudo o que eu faço e tudo o que eu pretendo ser depende da luz. Já tentei fechar os olhos e ficar algumas horas em casa sem enxergar pra tentar entender. Mas a minha memória automaticamente ativa as imagens do lugar e o exercício acaba por ser algo impossível.

Foto: Pedro Antonio Heinrich
Foto: Pedro Antonio Heinrich

Me intriga o fato de que muitos conseguem se locomover e saber exatamente onde as coisas estão; me intriga saber como a imagem do espaço se forma na cabeça deles sem nunca ter o visto.

Acredito que viver sem Ver não te proíbe de Enxergar!

Em um mundo entupido de fotógrafos, e eu me incluo entre esses, não consigo entender como alguns, por muitas vezes, não conseguem enxergar aquilo que fazem. Muitos se limitam por não terem o equipamento X ou Y, e não percebem que o que realmente importa é enxergar simplesmente.

Foto: Pedro Antonio Heinrich
Foto: Pedro Antonio Heinrich

Existem 2 coisas importantes nessa profissão/hobby: Ver e Enxergar. Você pode muito bem Ver algo, mas Enxergar as possibilidades é algo que vai muito além. É sensorial, é se colocar mentalmente em diversos ângulos e supostamente escolher o melhor.

“O verbo enxergar se refere ao ato de perceber com a visão ou de alcançar com a vista, ou seja, olhar, ver, avistar, observar e reparar. Refere-se também ao ato de ver antecipadamente, ou seja, prever, antever e pressentir. Pode significar ainda o ato de ter uma opinião sobre um assunto ou o ato de ter entendimento ou compreensão de algo, sendo sinônimo de considerar, achar, entender, aprender, compreender e assimilar”.

Foto: Pedro Antonio Heinrich
Foto: Pedro Antonio Heinrich

Assine nossa newsletter e fique informado :)

Pedro Antônio Heinrich

Pedro Antônio Heinrich

Pedro Antônio Heinrich é colunista do iPhoto Channel. Fotógrafo natural de Manaus/AM, fixou residência em Porto Alegre/RS e já participou de mais de 25 exposições na cidade, além de projeções na Lomography Gallery de Nova Iorque/EUA e diversos prêmios. Heinrich foi professor de Fotografia de Rua (Street Photo) na Escola Câmera Viajante, Repórter Fotográfico da coluna social do Jornal O Sul e contribui mensalmente com Agência Freelancer de Fotojornalismo e Jornal Já.

2 comentários

Clique aqui para comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades por e-mail